banner_inove

Conceitos para ser um Profissional Inovador

Há alguns anos, tem crescido a exigência para que pessoas e empresas sejam inovadoras, ou seja, para que desenvolvam produtos, processos e serviços totalmente novos e que tragam vantagens competitivas de mercado. Nos departamentos de TI, essa demanda fica ainda mais forte pelo fato de a tecnologia ser o principal pilar da inovação nas organizações.

Mas quais são os fatores críticos para ter sucesso em projetos inovadores? A seguir, o especialista no assunto Vijay Govindarajan, autor de diversos livros sobre o tema, mostra os nove fatores críticos para o sucesso de qualquer iniciativa inovadora:

1.    Crie uma justificativa convincente – Se as pessoas não tiverem a consciência da importância de implementar algo inovador, dificilmente a empresa priorizará os investimentos nesse tipo de iniciativa, em vez de destinar o dinheiro para atividades essenciais ao funcionamento da organização. “Assim, deve-se criar um projeto para justificar a inovação e é melhor que ele seja convincente”, pontua Govindarajan.

2.    Compartilhe uma visão de futuro – A maioria das empresas prevê o futuro com base no que aconteceu no passado. Mas isso nem sempre corresponde à realidade e, principalmente, não leva em conta as mudanças inesperadas que tendem a ocorrer. Assim, o ideial é não prever o futuro, mas desenvolver hipóteses sobre diferentes cenários para o prazo de 10 a 20 anos e que possam servir de cenário para os projetos inovadores.

3.    Tenha uma agenda de inovação totalmente alinhada – “Como o Gato de Chesire disse para a Alice [no filme Alice no País das Maravilhas]: Se você não sabe aonde está indo, qualquer estrada poderá chegar lá”. A inovação é uma jornada ao desconhecido e existem múltiplas possibilidades. Mas antes de começar um projeto inovador é essencial saber alguns pontos-chave: onde a minha empresa está agora e onde quer chegar no futuro? Existe uma cultura favorável ao risco na organização?

“Em minha experiência, a razão número um pela qual as iniciativas inovadoras falham é por conta de não perderem tempo para alinhar os investimentos em inovação aos objetivos da organização”, pontua o especialista.

4.    Envolva os principais executivos da organização – Qualquer projeto dentro das empresas depende de uma estratégia clara, baseada em métricas e com um modelo adequado de gestão. Mas quando se fala em algo inovador, a estratégia tende a ser confusa e os modelos de análise tradicionais de resultados tendem a não valer, já que trata-se de algo novo e que ainda não tem referências. Assim, a única forma de uma ação inovadora seguir adiante é quando alguém com poder de decisão na organização compra a ideia e trabalha para garantir todos os recursos necessários a ela.

5.    Encontre alguém que engaje as pessoas – O sucesso de qualquer iniciativa bem-sucedida depende da forma como as decisões são tomadas. Mas no caso de projetos inovadores, nem sempre os modelos convencionais, no qual o principal executivo dá o parecer final, funcionam. Para Govindarajan, é necessário estabelecer alguém, dentro da equipe, que terá a função – e, por consequência, precisa ter a capacidade para tal – de motivar as pessoas a se engajarem com o processo de inovação e incentivar uma tomada de decisões conjuntas.

6.    Estabeleça uma equipe multifuncional – Os melhores times têm três ingredientes: líderes de projeto que contribuem para a tomada de decisões e sirvam de mediadores dos conflitos; conhecimentos e capacidades relevantes dos integrantes; e uma diversidade de pessoas, com habilidades diferentes, mas que trabalhem bem de forma conjunta.

7.    Entenda os reais direcionadores da inovação – As mudanças organizacionais são motivadas por fatores de mercado: clientes, competição, órgãos reguladores e desenvolvimento científico e tecnológico. “Só ao explorar esses direcionadores de mudança as companhias começam a reconhecer o que deve ser relevante para seu futuro”, aconselha o especialista, citando que isso pode servir de base para construir ideias inovadoras.

8.    Assuma riscos – As pessoas só conseguem criar algo totalmente inovador quando elas deixam de pensar como os demais. Mas isso, no entanto, tem um preço: a necessidade de assumir o risco de fazer algo que ninguém fez e que, na maior parte das vezes, não é compreendido no primeiro momento e está sujeito a falhas. Vale destacar que, na maior parte dos casos, as pessoas precisam testar uma série de projetos até chegar a algo realmente novo e interessante.

9.    A inovação precisa ser o tempo todo estimulada – “Existem três elementos para que as ações inovadoras ocorram. O primeiro é criar um time dedicado ao tema. Segundo, deve-se criar um elo entre essa equipe e os profissionais que tocam o dia-a-dia, para analisar questões-chave para o negócio. E, terceiro, há a necessidade de avaliar a capacidade dos líderes de projeto para gerenciar as ações de forma contínua, não só para alcançar os resultados em curto prazo”, conclui Govindarajan.

Leia também: 10 dicas para melhorar os resultados em seu site
Leia também: Vencendo a Crise !
Fonte: Olhar Digital
 
gototop